domingo, abril 19, 2009

Isso não é uma poesia




10 de setembro,2008

Nem sempre eu vou esperar o tempo
Se o tempo não souber me acompanhar
Eu sigo louco feito vento
sem momento nem lugar

Transcendo as horas num instante
Ando em passos desiguais
E dos segundos dissonantes
Invento notas musicais

Da rima do meu inverso
Subverto minhas idéias
Da magia do pensar incerto
No avesso das poesias.

4 Fragmento(s):

willa Albuquerque disse...

Ainda há tempo!

Beijos^^

Darlan Machado disse...

tem rima.

Darlan Machado disse...

mas.
já vimos isso antes.

Michele disse...

O tempo é uma incógnita meu cunha!
E pra fazer bom uso do mesmo, use-o a seu favor!

Postar um comentário

Fragmente-se e comente...

 

3/4 © 2008. Thanks to Blogger Templates | Design By: SkinCorner