terça-feira, janeiro 05, 2010

Coração

Não importa quantos tolos
Venham a jurar-te amor
Não importa quantos tolos
Venham a tentar te seduzir

Eu quem protegeu e guardou
Dentro do próprio peito
O coração que me concedeu
Em brincadeira

Onde descobri que reina soberano
Pois em troca te entreguei
Repouso num santuário de pétalas
O meu.

1 Fragmento(s):

Landcaster disse...

ótimo tudo isto aki no seu cantinho hein!

Muito bom seu dom poético Parabéns
Tambem tenho um blog que to começando a montar...sobre poesias minhas
Abraço

Postar um comentário

Fragmente-se e comente...

 

3/4 © 2008. Thanks to Blogger Templates | Design By: SkinCorner