sexta-feira, julho 23, 2010

Flor

Não é preciso entender de flores
Para observá-la
Eu a observei ainda botão
Pois é da natureza da flor
O desabrochar

E ao mudar
Fez de si perfume
Pois esse sim, esse sim
Exala.

segunda-feira, julho 19, 2010

Poema bobo da madrugada

Já é hora de adormecer
Pois já se beira a madrugada
Que eu proibi de me visitar

A madrugada que me iludiu
E precisa se desculpar
Não por ter me iludido,
Mas por ter me deixado acordar.

quinta-feira, julho 01, 2010

Loucura

Aos que sofrem na normalidade
Procurem o remédio que cura
(Lou)cura.
 

3/4 © 2008. Thanks to Blogger Templates | Design By: SkinCorner