sexta-feira, julho 23, 2010

Flor

Não é preciso entender de flores
Para observá-la
Eu a observei ainda botão
Pois é da natureza da flor
O desabrochar

E ao mudar
Fez de si perfume
Pois esse sim, esse sim
Exala.

12 Fragmento(s):

Fabrício disse...

Cara, muito bom... só precisei dizer isso mesmo.

Dos melhor que já vi por aqui.




abs

Inguid disse...

Eu gosto das rosas...pq será? ;)s2

cris belier disse...

Que atmosfera perfumada...

Drieli disse...

Lindo!

Michele . disse...

A simplicidade das palavras desse poema me deixaram fascinada! *-*

Lindo, cunha!

Mulher na Polícia disse...

Âin, gente!

Eu gosto tanto daqui...
Coisa mais doce esse poema.
Lindo!
Beijos!

Raiça Bomfim disse...

(A flor em botão da alma
inspira
e a flor colhida
exala)

Pois quando eu leio seus comentários, reconheço tantos sentidos...

Lorena disse...

Que lindo! Amei! Vou seguir ^^

Isa disse...

Simples, bem escrito e tocante.
Só lembre que as flores têm vida curta, é o preço por sua beleza.

Cláudia Gonçalves disse...

Como sempre, mocinho, lindíssimo!

Bjos.

Se quiser me seguir no twitter, anote aí: @pesosobmedida

Bjim.

Darlan Machado disse...

uau!
...
uau!
er..

Daisy-se disse...

Um suspiro...

Postar um comentário

Fragmente-se e comente...

 

3/4 © 2008. Thanks to Blogger Templates | Design By: SkinCorner