segunda-feira, julho 19, 2010

Poema bobo da madrugada

Já é hora de adormecer
Pois já se beira a madrugada
Que eu proibi de me visitar

A madrugada que me iludiu
E precisa se desculpar
Não por ter me iludido,
Mas por ter me deixado acordar.

5 Fragmento(s):

Fabrício disse...

Até as madrugadas passam!

Mulher na Polícia disse...

Nem adianta, querido, ela vai te visitar de qualquer jeito. Resta saber se você vai ou não ser iludido novamente ou não.
Hum... será?

Beijos...
(Isso é autobiográfico?)

cris belier disse...

A madrugada sussurra baixinho, e boa parte de sua personalidade é composta de malícia... por ser mansa e chegar devagarinho, lamento por aquele, envolvido por ela!
Pois ela se vai, deixando sua irmã: a Insônia! (rs...)

Inguid disse...

Gosto de buscar estrelas pela madrugada...por enquanto ela só me trouxe luz e talvez algumas horas de agonia.Mas não por culpa dela e sim dos meus pensamentos inquietos.

Darlan Machado disse...

Apague as luzes e abra as janelas...

Postar um comentário

Fragmente-se e comente...

 

3/4 © 2008. Thanks to Blogger Templates | Design By: SkinCorner