quarta-feira, janeiro 22, 2014

De cor

Eu tenho dois corações
Um que nunca para
E o outro que é tristeza
Que quando bate
Quase me mata
E quando mata
É poesia.

0 Fragmento(s):

Postar um comentário

Fragmente-se e comente...

 

3/4 © 2008. Thanks to Blogger Templates | Design By: SkinCorner