sexta-feira, março 28, 2014

Incoerente

Eu, artesão das vontades
Invento verdades
Para falar de você

No cerne de cada mistério
Esculpido, inventado
A matéria-prima do querer

Descaradamente
Sem disfarce, ciente
Te tomo em minhas mãos
Incoerente.


Estrelas Engarrafadas

Deixo que a noite
Ilumine em teu corpo
Um brilho azul
Para quebrar
O silêncio,
A tua voz.

sexta-feira, março 07, 2014

Artista

Nepenthes, disfarce de flor
Me ganha, engana e devora
Eu, orgulho do ego
Me pego envolvido em teu jogo 
E me apego, nada velado, a você
Não me importo em ser teu brinquedo
E tenho medo, quando em tuas pétalas,
Asas
E com esse truque, 
Que truque! 
Me desmancha e mancha meu destino
Eu, que já não sou menino, 
Selo o meu futuro, sem ver.



domingo, março 02, 2014

Cantoria

Quando pelo bosque
Você passa
Toda mata é só graça
E tudo que é cigarra faz
Psiu!

 

3/4 © 2008. Thanks to Blogger Templates | Design By: SkinCorner