sexta-feira, março 28, 2014

Incoerente

Eu, artesão das vontades
Invento verdades
Para falar de você

No cerne de cada mistério
Esculpido, inventado
A matéria-prima do querer

Descaradamente
Sem disfarce, ciente
Te tomo em minhas mãos
Incoerente.


0 Fragmento(s):

Postar um comentário

Fragmente-se e comente...

 

3/4 © 2008. Thanks to Blogger Templates | Design By: SkinCorner